Saiba como utilizar a economia colaborativa para fazer crescer seu negócio de turismo

 Em Marketing, Relacionamento

4_9 II

Economia colaborativa é um termo que vem ganhando força – e hoje só resta as empresas fazerem parte dela, ou simplesmente ficarem para trás.

Há algum tempo viemos economizando e deixando de ser “escravos” por meio da economia colaborativa – sim, ela está nos grupos do Facebook que anunciamos os móveis que queremos trocar ou vender, está naquele curso gratuito que você fez pelo Youtube, está em conhecer pessoas e em ter boa histórias pra contar. Este “novo” conceito consiste em promover negócios entre as pessoas, economizar, promover a sustentabilidade e além disso tudo, renovar a fé na humanidade – afinal existem sim pessoas boas que não querem somente  esvaziar sua carteira

O post de hoje trata de como a sua empresa de viagens pode ser bem reconhecida através da economia colaborativa. Boa leitura:

Repensando o modelo de negócios

Em vista do aumento da concorrência, hoje, as empresas (sejam elas de turismo ou não) tem que oferecer algo que vá além de produtos e serviços, tem que oferecer mais – ela tem que mostrar que não quer só vender um produto, tratando o cliente como uma “máquina de dinheiro” – as pessoas querem ter experiência de compra, querem se aproximar da sua marca, então porque não deixar que ela faça parte da sua empresa de turismo? Faça promoções no Instagram, sorteios de passagens no Facebook, deixe que o cliente tenha voz e interaja com você. Quanto mais humana e próxima do cliente sua marca for, mais vezes o cliente voltará.

Intermédio de negociação entre as pessoas

De acordo com uma pesquisa feita pela consultoria Nielsen em 2013, 70% das pessoas na América Latina estariam dispostas a participar de serviços de compartilhamento, contra 52% na América do Norte. O Airbnb,é um dos serviços que é usado usa para oferecer hospedagem em seu apartamento, e o Uber, uma plataforma de tecnologia que conecta motoristas particulares a passageiros – ambas norte-americanas – a servir de meio campo para as negociações entre pessoas. O sucesso é inquestionável: se em 2010 o Airbnb contava com 50 mil quartos ou apartamentos disponíveis, em 2014 já eram mais de 550 mil. No Uber, o fundo de investimento da empresa aumentou monstruosos 6.000% em 5 anos. Frente a isso, não há dúvidas que a economia colaborativa é um mercado que movimenta bilhões.

 

Benefícios que a sua empresa de turismo pode oferecer

Utilizando a tecnologia a seu favor, que tal disponibilizar um aplicativo mobile próprio da sua marca para que as pessoas consigam um hotel mais barato, consigam ter acesso a passeios sem precisar alugar um carro, consigam ver cardápios e tenham ligação com empresas dos destinos locais? Centralizar esse tipo de informação para sua marca é mostrar para o cliente que ele pode contar com ela, onde quer que esteja.

Talvez pensemos que a economia colaborativa veio para “matar” alguns produtos e serviços, mas diferente disso, ela veio para remoldar nossa forma de comercializar viagens. Quem souber trabalhar diante deste tipo de cultura, com certeza terá o aval e aumentará a confiança dos clientes.

E você, já pensou em como compartilhar benefícios e fazer parte deste tipo de economia? Tem alguma dúvida ou sugestão? Vou ficando por aqui e até a próxima!

Artigos recomendados

Deixe um comentário